Imprensa

Aqui você pode encontrar todas as novidades referentes aos produtos oferecidos pela ePiso!
Entre em contato com nossa assessoria de imprensa pelo e-mail silvia@mafer-comunicacao.com.br ou (11) 30812425 0u 30815413.

Release


,

Espaço + Design traz muita funcionalidade e ousadia

Morar Mais por Menos Vitória 2018 Ambiente projetado por Luisah Dantas e Kananda Itikawa faz combinação de diferentes texturas, com destaque para o piso da linha EcoRock Fuligem da ePiso! Foto: Giovana Gonçalves – @giogoncalves.fotoarq Você acha importante morar em um espaço previamente planejado, em que a funcionalidade, ambientação, circulação, cores, texturas e combinações foram […]

Trevisan ganha nova sede em São Paulo


Escola de Negócios muda sua sede em São Paulo com projeto moderno do arquiteto Guilherme Ferreira e revestimentos da ePiso nas salas de aula, biblioteca e auditório!

Transferir a Trevisan Escola de Negócios de seu antigo endereço, na Av. Tiradentes, para uma nova sede, no Brooklin, aproveitando para, no ato da implantação, programar novos conceitos de espaço para alunos e profissionais, assim como aumentar o número de salas de aula e estruturas de apoio, foi o desafio do arquiteto Guilherme Ferreira.

Toda a mudança deveria ser feita em apenas 35 dias. “Como o prédio de destino, com uma área total construída de 2.208m² estava completamente vazio e a definição da negociação aconteceu há pouco mais de um mês para o início das aulas, todo o projeto, assim como sua execução tiveram, que ser realizados neste curto período”, explica Guilherme Ferreira. Não havia, portanto, tempo para erros, tanto na concepção do projeto como também na sua execução.

Com um tempo tão reduzido, a escolha de revestimentos que pudessem ser rapidamente instalados e que agregassem aspectos como facilidade de limpeza, boa acústica e resultado estético foi imprescindível. A linha EcoContract, no padrão Madri, da ePiso atendeu completamente estes requisitos, sendo instalada nas salas de aula, biblioteca e auditório.

Do ponto de vista operacional, Guilherme projetou salas de aula mais dinâmicas e modernas, com diferentes possibilidades de uso, equipamentos de mídia de ultima geração e mobiliário mais especializado e inteligente. “O resultado foi a implantação de espaços com diferentes tamanhos, ao contrário do que reza a prática, e mesas que, embora eletrificadas (com pontos para conexão de laptops, tablets e smartphones), permitissem diferentes modelos de arrumação, de acordo com a melhor eficiência e dinâmica da aula ou treinamento a ser praticado”, detalha.

Quanto às demais áreas, administrativas e de apoio, ele procurou desenhá-las de forma mais compacta e transparente, retirando dos espaços armários, cadeiras e demais mobiliários desnecessários. Compartimentaram-se as áreas somente quando critérios indiscutíveis obrigassem, levando-se assim o espaço operacional a sua menor razão.

Uma vez atingida a meta de um desenho dinâmico para as salas de aula e compacto para a administrativa, Guilherme tinha o desafio de traduzir ao aluno e funcionários conceitos de eficiência e contemporaneidade através dos materiais construtivos e de acabamento escolhidos, contudo, respeitando-se a razoabilidade na aplicação dos recursos disponíveis no momento. Materiais de acabamento, de forma geral, foram definidos segundo este critério, sendo estabelecidos objetivos de manutenção de patrimônio que influenciaram na escolha deste ou daquele produto. Em resumo, ele especificou materiais modernos e mais resistentes.  “O piso vinílico da Episo se enquadra exatamente no que foi dito. É resistente quando a capa de cobertura é definida com esse objetivo, fácil instalação, manutenção e reposição e, igualmente moderno e contemporâneo. Razão de custo/benefício inigualável”, afirma.

Ficha técnica:

Local: Av. Padre Antônio José dos Santos, 1530, Brooklin, São Paulo – SP
Início do projeto: 05/06/17
Conclusão: 12/07/17
Área do terreno: 954m²
Área construída:  3.938m²

Principais fornecedores:

Mobiliário: diversos
Instalações: engW
Ar condicionado: Actec
Luminotécnica: Labluz
Piso: ePiso

Sobre Trevisan Escola de Negócios:
A Trevisan Escola de Negócios forma e atualiza profissionais em linha com as necessidades das empresas porque é a única faculdade criada por uma empresa que atuava desde 1983 com serviços de consultoria, auditoria e outsourcing. A escola tem unidades em São Paulo, Rio de Janeiro e Ribeirão Bonito. Outras informações: http://www.trevisan.edu.br

Sobre o arquiteto Guilherme Ferreira:
Guilherme é formado em arquitetura pela Universidade Santa Úrsula – RJ e tem formação como Desenhista Industrial pela Escola Superior de Desenho Industrial (ESDI– UERJ). Foi – Professor da Universidade Gama Filho (RJ) de 1984 à 1986 e é titular do escritório CG Arquitetura (SP) de 1986 até o presente momento.

Porque as empresas devem investir em ambientes onde os funcionários querem estar?

Por Michael Tiktin

Antes de começar a ler as próximas linhas pare um minuto e pense em seu ambiente de trabalho. Como você se sente? Motivado e cheio de energia? Ou como se estivesse entrando em um hospital? Pois, fique sabendo que o ambiente físico de trabalho causa impacto relevante na produtividade das pessoas. Daí a importância de criar uma experiência agradável para seus funcionários, ou – como diz a ex-executiva de Recursos Humanos do LinkedIn, Pat Wadors – “belas experiências”.

O ambiente físico do trabalho é aquele que podemos ver, tocar, sentir e cheirar. Trata-se daquela obra de arte pendurada na parede, do piso e até do perfil demográfico das pessoas com quem trabalhamos (isto é, a idade, a diversidade, etc.). Dessa forma, apesar de muitos acreditarem que o espaço do escritório está desaparecendo (em especial, com o advento dos espaços de co-working, a larga difusão do Wi-Fi e as recentes revoluções em mobilidade urbana), isso não é inteiramente verdade. Quer dizer, aquela ideia tradicional de escritório com filas de cubículos alinhados em um escritório que parece e cheira como um hospital, sim, está morta.

Todavia, está surgindo um novo conceito de escritório: considere o recentemente construído “The Edge” da empresa de consultoria Deloitte. O prédio mais inteligente e verde do mundo! Ele sabe onde você mora, o carro que você dirige, com quem será sua reunião hoje à tarde e quanto açúcar você costuma colocar no seu café. Mas, será que esse tipo de atributo tem, de fato, impacto na produtividade dos funcionários da empresa?


The Edge: o edifício inteligente da Deloitte

De acordo com o Departamento para Inovação de Negócios e Habilidades do Reino Unido (Department of Business Innovation and Skills, em inglês), a segurança dos funcionários, assim como a adequação do equipamento utilizado e a simpatia pelo ambiente de trabalho são algumas das questões fundamentais que estão intimamente relacionadas ao bem estar subjetivo (SWB, na sigla em inglês). Este é simplesmente um termo criado pela ciência para definir o que é felicidade.

E quais os mecanismos que fazem com que um maior bem estar subjetivo impulsione a performance das pessoas?

São três os mecanismos pelos quais o bem estar subjetivo impactam positivamente a produtividade dos indivíduos:

(i)                  Afetando as habilidades cognitivas dos funcionários: permitindo que eles pensem de forma mais criativa e sejam mais efetivos nas resoluções dos problemas;

(ii)                Modificando a atitude das pessoas em relação ao trabalho: aumentando a propensão deles à cooperação e colaboração, e;

(iii)               Melhorando a saúde das pessoas: beneficiando sua saúde cardiovascular e imunidade, permitindo que elas se recuperem mais rápido de problemas de saúde e assegurando maiores níveis de energia e potencialmente esforço!

Portanto, o ambiente no qual está inserido deve proporcionar ao funcionário uma experiência de trabalho que permita florescer todo seu potencial.

Décadas atrás ninguém se importava com a experiência do funcionário, visto que todo o poder estava nas mãos dos empregadores. Bastava simplesmente oferecer um emprego e um lugar para se trabalhar. Não havia qualquer foco em engajamento, inspiração e belos projetos de espaços de trabalho. Contudo, esses são tópicos que vieram para ficar e fazem parte do dia a dia de qualquer empresa. Se antes o foco era criar um espaço onde as pessoas precisavam trabalhar, agora se faz necessário criar um ambiente onde os funcionários querem trabalhar.

Mas veja bem, você não precisa de um escritório que sabe a hora que você acorda todos os dias pela manhã. Ainda assim, você pode trabalhar em um ambiente mais agradável, sem aquele clima “quadrado” dos locais de trabalho do passado. Não deixe de conhecer nossas linhas de pisos vinílicos para uso comercial e corporativo, EcoCorp e EcoContract! Criar um ambiente nos quais as pessoas queiram trabalhar pode gerar resultados muito positivos!